A Edição 54 da São Paulo Fashion Week iluminou a moda brasileira com cor e criatividade. Sabe aquele caldeirão de estampas, tendências e ancestralidade que a gente ama? Então foi tudo isso e muito mais!

As sobreposições chegaram forte, e uma atmosfera neo-grunge tomou conta de vários desfiles. Os cáftans dos mais diversos tecidos, as calças fechadas embaixo, jaquetas quimono, vestidos ultra confortáveis e para todos os corpos, mil macacões, explosões de cores, musicalidade, arte, propostas monocromáticas, peças assimétricas, couro, jeans e gótico.  

A Ellus celebrou seus 50 anos com @jadepicon, @jojotodynho arrasou na passarela da @meninosrei, uma marca que conseguiu a mistura perfeita entre a streetwear repleta de ancestralidade com o estilo contemporâneo intenso.

A Misci comunicou por meio do design, a brasilidade e regionalidade de nosso país. A cultura popular regional do Brasil e a estética automobilística dos anos 1970 e 90 foram as inspirações da coleção “Jerimum” que encantou na passarela.

Soul Básico exibiu suas camisas de linho com recortes inusitados e formas amplas. Muito branco nas peças assimétricas em algodão, mesh e neoprene. O conceito “Sentimento Oceânico” foi traduzido com arte e sobriedade.

Walério Araújo mostrou um estilo gótico inspirador com muitas rendas, transparências, plumas, bordados e paetês. A @aluf_____ estava impecável mostrando sua 9° coleção, cuja ideia central foi uma reflexão sobre as raízes da marca: a sustentabilidade.

Lucas Leão explorou o universo dos games e a estética do metaverso em calças de crepe e malhas tricô sobre as camisas. A marca Dendezeiro faz estreia presencial no SPFWN54 com a coleção “Ruas do Brasil”. Muitas jaquetas, vestidos, macacões, calças, paletós com duas músicas exclusivas do rapper Hiran.

Lucas Leão

A estilista @renatabuzzo___.___exibiu sua coleção trabalhada em reflexões sobre autoconhecimento, o ser feminino e as conexões familiares. Pura arte!

Na Edição 54 da SPFW foram 48 desfiles, sendo 43 apresentações físicas, e 5 digitais com fashion films.

O movimento Sou de Algodão promoveu o primeiro desfile exclusivo no calendário do evento. A ação inédita que marcou os seis anos do lançamento da iniciativa teve a produção de Paulo Borges, criador e diretor do SPFW, e do stylist Paulo Martinez, um dos grandes ícones da moda brasileira. A produção dos 36 looks contou com a participação de 37 empresas parceiras do Movimento Sou de Algodão, sendo 18 marcas de estilistas, que também fazem parte do line-up oficial do SPFW, e 19 tecelagens, malharias e fiações.

O desfile @soudealgodao levou a união de grandes nomes: Amapô, Ateliê Mão de Mãe, AZ Marias, Dendezeiro, Heloísa Faria, Isaac Silva, Korshi 01, Martins, Maurício Duarte, Meninos Rei, Naya Violeta, Rocio Canvas, Ronaldo Silvestre, Santa Resistência, Silvério, Soul Básico, TA Studios e Thear. Com isso, o desfile reuniu conceitos criativos que passaram pelo minimalismo e multifuncionalidade aliados a temáticas sociais de gênero, identidade e raízes culturais, reforçando a ideia de que o algodão é democrático e diverso. 

Fontes/Imagens/Vídeos:

@spfw

@mktmix

@soudealgodao

www.spfw.com.br

www.soudealgodao.com.br

About Author

Márcia Ávila

Jornalista e Editora da Magazine Lifestyle com pós-graduação em Gestão Organizacional (Adm. de Empresas) e Especialização em Inteligência Competitiva (Eng. de Produção). @marciaavila.mktdeconteudo

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *