Você sabia que as mulheres são mais capazes de se adaptar a mudanças tecnológicas do que os homens?

O relatório anual Women Business Owner Spotlight do Bank of America descobriu que é mais provável que as mulheres usem a tecnologia mais recente para realizar negócios e negociar.

Exatamente por isso as empresas que encaram modificações frequentemente, como as que precisam promover adequações às novas leis, como a LGPD, quando têm mulheres no papel de líderes, podem lidar mais facilmente com os obstáculos.

As vantagens para as organizações que contam com mulheres na liderança são muitas!

Empresas lideradas por mulheres têm, em média, rendimentos 21% acima da média industrial em seu país, apontou um estudo feito pela consultoria financeira McKinsey recentemente. A pesquisa “Delivering Through Diversity” (“Entregando resultados por meio da diversidade”) levou em consideração dados referentes a 1007 companhias em 12 países, usando diversas métricas de diversidade como gênero, etnia e cultura.

O levantamento ainda demonstrou que empresas com baixo percentual de diversidade — em qualquer uma das categorias — têm um desempenho quase 30% inferior à média de sua área. Já aquelas com boa distribuição de diversidade étnica e cultural têm uma tendência 33% maior de performance acima da média. A Austrália é o país com o melhor índice de diversidade de gênero, com mulheres ocupando 21% de seus cargos de liderança. 30% das empresas australianas também possuem mulheres em seus conselhos diretivos. Na segunda colocação estão os Estados Unidos, com 19%, e o Reino Unido, com 15%.

Embora as mulheres tenham conquistado inúmeros espaços, elas enfrentam e vão enfrentar por um logo tempo grandes desafios, pois suas condições físicas e biológicas são muito específicas. A gravidez, por exemplo, continua sendo um impeditivo para determinadas contratações.

Além disso, ao terem filhos, as mulheres mudam completamente de estilo de vida e passam a dividir a jornada profissional com o lado familiar, lidando com diversas responsabilidades ao mesmo tempo.

Exatamente por isso que apesar de muitas conquistas, ainda são necessários movimentos para promover o crescimento da liderança corporativa feminina sem que as mulheres se sintam obrigadas a escolher entre a carreira e a família.

Eu fico muito feliz que as coisas estão mudando (mesmo que aos poucos) e que as mulheres de todas as idades estão exibindo seu talento, mas fico empolgada demais quando vejo a Lista 50 Over 50 , uma nova iniciativa da Revista Forbes com a plataforma Know Your Value, que lança luz sobre as mulheres que estão mostrando seu poder com mais de 50, 60, 70 anos, mulheres que não deixam as expectativas sociais ditarem suas linhas do tempo profissionais e que rejeitam a “sabedoria” convencional de que seus melhores anos ficaram para trás.

Aproveito para aplaudir todas as mulheres que estão deixando suas marcas como líderes de sucesso. O mundo dos negócios está se tornando bem mais leve com elas no comando!

About Author

Val Dantas

Criadora de Conteúdo e Designer de Interiores, apaixonada por moda, inspirando mulheres de 50+ a acreditar mais em si mesmas. @valdantas_oficial

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *